Follow by Email

sexta-feira, 27 de abril de 2012

BICICLETADA SÁBADO, 28/04/12, 16h

ATENÇÃO, CICLISTAS DE NATAL,

Atendendo a pedidos, divulgamos o evento abaixo, realizado mensalmente pelos companheiros que fazem a Bicicletada Natal.


Amanhã tem a tradicional "BICICLETADA", evento que se realiza no último sábado de cada mês.
Local de encontro: portão principal do IFRN, em frente ao Midway Mall.
Roteiro: definido na hora pelos participantes.
Maiores informações no facebook BICICLETADA NATAL e no blog www.bicicletadanatal.blogspot.com 


abaixo reproduzimos mensagem constante do blog.


=======================================================================
TODO ÚLTIMO SÁBADO DO MÊS VAMOS ÀS RUAS!

CONCENTRAÇÃO NO IFRN, A PARTIR DAS 15h30 SAÍDA ÀS 16h.

O roteiro  (suscetível de alterações a qualquer tempo) é definido no ato da concentração.
Chame seus amigos e junte-se a nós!
Leve faixas, cartazes, placas, personalize sua bike; ou seja, use sua criatividade para transmitir à cidade nossos ideais!

A participação é livre e gratuita.


Venham para somar.


É desejável o uso de equipamentos de segurança como capacetes, luvas e luzes sinalizadoras.


QUE TAL CALIBRAR O PNEU PEDALANDO?

Calibrar o pneu enquanto pedala?


Às vezes a gente pensa que  a tecnologia atingiu seu limite: carbono, full suspensions, Propedal, Brain, Tubeless… o que mais faltam inventar? Sou do tempo das Monaretas, Caloi 10 e, por muito favor, uma Giant Sedona de Cro-Mo e 21V – hardtail, garfo rígido – que me trouxe muitas alegrias, diga-se de passagem.
Então, nunca deixo de me surpreender quando vejo um produto REALMENTE novo, como os câmbios eletrônicos Di2 para Speed, ou os câmbios hidráulicos Acros. E foi o que aconteceu – mas, admito, me surpreendeu bem mais do que qualquer outra inovação que eu tenha visto para mountain bikes desde a introdução da suspensão dianteira.
Para quem pedala competitivamente, perdoem-me o trocadilho irresistível, é uma mão na roda. Em mountain bike só não estamos toda hora mudando a calibragem dos pneus porque é tecnicamente inviável, mas, pela mudança constante de terreno isso é realmente necessário, quando o objetivo é performance. Todos sabemos que o pneu rola melhor mais cheio, e tem mais tração mais vazio, e que em estradas mais compactas quanto mais cheio melhor, enquanto que em areia solta 30 psi faz você andar com muito mais facilidade. Mas parar para secar, calibrar, voltar a pedalar, parar de novo, encher, calibrar… não dá.
O novo sistema de tração para mountain bikes - Adaptrac
Fonte: Adaptrac.com
Pois a Adaptrac está desenvolvendo um produto para você assobiar e chupar cana ao mesmo tempo. Veja aí:
O Adaptrac é um sistema composto por cubos especiais (ou as rodas completas, se você quiser), uma válvula de controle duplo e um cilindro de C02 com regulador de pressão. Assim, a calibragem dos pneus pode ser aumentada ou abaixada enquanto se pedala, com um simples toque nos botões de controle no guidon. A pressão dos pneus é exibida em medidores analógicos montados no guidon. Embora use cubos especiais, as rodas podem ser removidas normalmente. ADAPTRAC usa cartuchos de CO2 recarregáveis que variam de 110 a 550g. Agora você pode ajustar a pressão dos pneus na pista – em segundos!
O cilindro fica alojado no suporte de caramanhola.
Fonte: Adaptrac.com
O sistema na roda dianteira.
Fonte: Adaptrac.com
O sistema na roda traseira.
Fonte: Adaptrac.com
Os componentes
Cubos: De alta qualidade, são o coração do sistema. Eles permitem a transferência do ar do reservatório (um cilindro de CO2 no estilo dos usados em paintball, que fica alojado no suporte de caramanhola) para o pneu. A roda pode ser retirada normalmente, bastando que se feche a válvula no avanço do guidon e a pressão se manterá.
O sistema, com destaque para os cubos.
Fonte: Adaptrac.com
Botões de controle: localizados no avanço, os botões permitem encher e secar os pneus, e, junto com medidores analógicos, checar a pressão atual de cada pneu.
Botões de controle e manômetros.
Fonte: Adaptrac.com
Um cartucho de 350g de CO2 permite 10 ciclos completos, de 20 a 50 psi para cada pneu (26″ x 2.35).
Quer saber mais? Clique AQUI.
Os problemas de compatibilidade:
Os tipos de eixos existentes no mercado – para garfos – são de diâmetro de 9 mm (os tradicionais, chamados QR  - Quick Release ou blocagem rápida – Open Dropout) ou 15 mm T/A – Tru-Axle. Alguns garfos Rock Shox são 20mm de diâmetro. Padronização, como se sabe,  não é algo muito considerado na indústria das bicicletas. O Adaptrac usa – somente – o 15 mm T/A. Assim, pode ser que você tenha de trocar o garfo para instalar o sistema.
Na roda traseira, o Adaptrac usa o novo sistema, com 12mm de diâmetro x 142mm de comprimento. Isso é um limitador sério, porque não será todo mundo que vai estar disposto a trocar o quadro para usar o sistema. Quem sabe a Adaptrac não desenvolverá um sistema para os quadros que aceitam eixos de 146 mm atuais. O produto ainda está em nível de protótipo, então o feedback dos interessados pode fazer a empresa pensar num desenvolvimento paralelo, dependendo da demanda. Vão lá, manifestem-se!
Claro, há a consideração do peso adicional na bike, que não pode ser esquecida.
Vamos torcer para que chegue logo por aqui, pelo menos para podermos testar.

quinta-feira, 12 de abril de 2012

ATO PÚBLICO EM DEFESA DO PARQUE CICLÍSTICO DE NATAL - 15/04/2012

1º Ato Público em Defesa do Parque Ciclístico de Natal

Os CICLISTAS DE NATAL apoiam, incentivam, participam e divulgam este evento.

Ato Público Reivindicatório e Artístico no Dia Mundial do Ciclista, 15/04, entre 10h e 10h30, aqui em Natal. Dezenas de ciclistas e simpatizantes, de vários pontos da grande Natal, farão o Ato Público nas proximidades da cabeceira norte da Ponte Forte-Redinha, local pleiteado pelo movimento ciclístico para sediar o novíssimo projeto de iniciativa popular Parque Ciclístico de Natal - PCN, que pretende ser o 1º Complexo de Educação, Treinamentos, Lazer e Competições do RN, do Nordeste e um dos principais do Brasil para provas olímpicas.